Sua equipe está enferrujada?

Adoro inventar frases que fazem sentido para mim e me motivam a ir além.

E essa é uma delas: “Feliz sempre, satisfeita nunca”. Me dei conta de que buscamos erroneamente a satisfação. Satisfação é ruim, é um limitador de crescimento.

Se eu disser que estou satisfeita com meus estudos, eu estaciono, deixo de estudar, deixo de crescer e de aprender.

O mesmo vale para os relacionamentos, para nossa carreira, para as coisas simples do dia a dia

Ser feliz no que fazemos depende de nossas escolhas.

Estar satisfeito enferruja nosso cérebro, assim como fazer as coisas sempre do mesmo jeito também.

ser feliz

Já ser feliz é uma escolha, e assim como qualquer coisa que queremos, para sermos felizes é preciso esforço, dedicação, adaptação a mudança. Felicidade tem a ver com ir além, com novas formas de fazer e de se reinventar.

Podemos comparar nosso cérebro com um músculo, que se executarmos um movimento com peso repetidas vezes, por exemplo, um peso nas mãos e dobrar e esticar o braço, estaremos exercitando nosso músculo chamado bíceps.

Se fizermos isso por vários dias nosso músculo irá crescer.

E nosso cérebro? Nossas células cerebrais? Será que elas crescem também?

Através da chamada neuroplasticidade cerebral, é possível fazer uma espécie de exercícios para o cérebro.

Se não exercitarmos nosso cérebro ele acaba enferrujando.

Existem várias formas de fazermos isso

Por exemplo, sair da rotina, fazer coisas diferentes, aprender coisas novas. Resolver problemas, atender um cliente, conversar com um colega, desde que seja de forma diferente do que estamos acostumados.

As vezes acreditamos que para ser eficaz esse exercício precisa ser intense, como correr uma maratona de 42 km.

Certo, correr uma maratona nos torna mais forte. Porém é importante darmos valor as pequenas coisas, aos pequenos movimentos que contribuem de forma significativa para que nosso cérebro.

É da nossa natureza querer fazer tudo igual. Você já parou para pensar nisso?

Por exemplo, observe seu comportamento ao acordar ou ao chegar em casa. O que você faz primeiro?

Ao acordar levanta e escova os dentes? Liga a cafeteria? Ou checa seu celular?

E ao chegar em casa? Já pega o controle remoto e liga a tv? Ou abre a geladeira?

Procure observar: temos a tendência a fazer sempre a mesma coisa.

Funcionamos desta forma por uma questão de sobrevivência! É isso mesmo: sobrevivência. Afinal, nosso cérebro quer economizar energia e para que consiga isso, faz com que funcionemos de modo automático.

Só que funcionar de modo automático é uma forma de enferrujar nosso cérebro. Pois assim, sem novidades, sem exercícios ele…

O seja: quanto mais exercícios para o cérebro, mas ele irá se fortalecer

Por isso desligue já seu piloto automático e faça coisas diferentes, programe uma nova viagem, sente em um lugar diferente na mesa, mude o restaurante, prove novos temperos, fale de uma forma diferente com as pessoas, faça um curso de culinária ou aprenda uma nova receita.

A Satisfação nos leva para um abismo, enquanto a felicidade nos motiva a ir além.

E sua equipe, será que está enferrujada??

Acompanhe minha página no facebook: http://facebook.com/aline.dotta

Aline-Dotta---Assinatura

COMPARTILHE:
você tambêm poderá gostar de:
depoimentos-bg
Bianco Santana
30 julho 2019

Valeu a pena porque eu estava em um ponto que não conseguia ir...

depoimentos-bg
Denise Pinto
30 julho 2019

Recomendo o trabalho da Aline porque mantém-se atualizada,...

depoimentos-bg
Carlos Vaccaro
30 julho 2019

Em 2009 passava por momentos muito difíceis, tanto particulares como...

faça um comentário
voltar