INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PARA LÍDERES: COMO DESENVOLVER ESSA HABILIDADE ESSENCIAL

Liderança é a arte de conseguir que uma pessoa faça o que você quer porque ela deseja fazê-lo. (Dwight Eisenhower)

As empresas mudam, o mercado de trabalho muda a indústria a economia tudo está em constante mudança, e você como líder tem acompanhado essa evolução?

Em meio a tantas mudanças não a nada que motive mais as pessoas do que a presença de um líder com autoestima e estabilidade interna.

Além das habilidades técnicas existem outros tipos de habilidades que realmente fazem a diferença quando você se apresenta no mercado de trabalho?

Desenvolver liderança para melhorar relacionamentos e acelerar mudanças, e proporcionar o crescimento da empresa é um objetivo fundamental em muitas organizações, mas qual é o segredo que pode fazer de você um líder diferenciado?

O grande segredo é uma habilidade que pode ser desenvolvida, essa habilidade se chama Inteligência Emocional (IE).

Analiso todos os dias os maiores obstáculos que lideres de diversos setores enfrentam em sua jornada, com base no estudo desses obstáculos e dificuldades percebi que a inteligência emocional pode resolver muito dos problemas enfrentado pelos líderes.

Ardeu em meu coração criar esse conteúdo que é destinado todos os líderes, empreendedores ou consultores de RH que deseja realmente desenvolver uma liderança com excelência através das habilidades de inteligência emocional.

Mas porque a inteligência emocional é uma habilidade tão essencial para aqueles que desejam serem líderes excelentes?

Segundo Daniel Goleman, as emoções orientam nossas decisões, elas definem nosso desempenho e é a chave para uma liderança com excelência.

A todo o momento experimentamos sensações, cada escolha, cada decisão, cada situação produz em nós emoções positivas e negativas, que podem interferir em nossas atitudes, e no nosso desempenho.

A inteligência emocional pode desenvolver no líder as seguintes características:

  • Impacto de 55% no desempenho;
  • Ajudar o Líder na Gestão de Pessoas;
  • Desenvolver a motivação para o espírito de equipe;
  • Ajuda a manter o foco;
  • Ajuda a construir relações efetivas tanto internamente quanto com fornecedores e clientes;
  • Na empresa, é a base para o desenvolvimento de um clima positivo para a excelência no desempenho e bem-estar das pessoas;
  • Ajuda a gerenciar o equilíbrio na vida profissional;
  • Ajuda a desenvolver resiliência e resolução de problemas;
  • Indispensável para gerenciamento de mudanças;
  • Desenvolve o otimismo, essencial para o pessoal de vendas.

Cada um de nós, na verdade, é dotado de inteligência emocional; uma função cientificamente validada do cérebro, capaz de comunicar o hemisfério direito e o hemisfério esquerdo, isto é, as emoções e o pensamento racional, a fim de permitir a tomada de decisões corretas. Apesar de sua enorme importância, a inteligência emocional é uma descoberta relativamente recente no mundo dos negócios.

 O que é inteligência emocional 

siei_feature

Entre os diferentes tipos de inteligência mapeadas pelos cientistas há dois que nos ajudam a definir quem somos e como os outros nos veem. São eles:

  • Inteligência intrapessoal: que está relacionada com a consciência de nossos sentimentos, valores e objetivos.
  • Inteligência interpessoal: é a consciência de sentimentos, emoções e motivações dos outros.

Juntos, esses dois tipos de inteligência determinam a inteligência emocional de cada um de nós, ou a capacidade de compreender os sentimentos e emoções de nós mesmos e aos outros e a capacidade de usar o nosso conhecimento para guiar nossas ações e pensamentos.

Pessoas com alto grau de inteligência emocional sabem o que sentem, o que significam suas emoções e o efeito que elas podem exercer sobre os outros.

O conceito da inteligência emocional 

pexels-photo-1246743

O conceito de inteligência emocional foi tratado pela primeira vez em 1990 por Peter Salovey e John D. Mayer. Segundo os pesquisadores a Inteligência Emocional pode ser definida como a capacidade de perceber, avaliar e expressar as emoções, bem como a capacidade de acessar sentimentos e / ou criá-los de forma a facilitar pensamentos, a capacidade de compreender e regular as emoções para promover o crescimento emocional e intelectual.

 A importância da inteligência emocional para líderes

Inteligencia-emocional

Goleman investigou as habilidades de referência utilizadas por 100 empresas e observou a importância dos aspectos emocionais no desempenho no trabalho. Os resultados desta pesquisa mostraram que, para qualquer tipo de trabalho e em qualquer nível, os fatores pertencentes à inteligência emocional eram claramente mais importantes do que as habilidades cognitivas puras.

Hoje, a neurociência deu mais um salto à frente, provando que a inteligência emocional tem um impacto direto sobre o desempenho humano, em particular sobre os chamados “fatores de sucesso”, tais como: a eficácia, relacionamentos, qualidade de vida, desempenho e foco.

As emoções, por tanto tempo negadas como um sinal aparente de fraqueza da mente, vêm hoje, finalmente, reabilitadas como a chave real para o sucesso!

Então, por que não começar imediatamente a conhecer e compreender emoções, aprendendo na prática a administrá-las e usá-las efetivamente para o seu sucesso pessoal e profissional e a sua felicidade?

 Os desafios da liderança 

liderança-estratégicaCada vez mais estamos falando de “organizações sustentáveis”, cujo coração não é mais as máquinas e a linha de montagem, mas as pessoas, os relacionamentos e as trocas entre eles, os recursos humanos e seus talentos tornam-se importantes porque podem representar a valor acrescentado que lhe permite obter uma vantagem competitiva.

Para obter essa vantagem, as empresas devem recrutar pessoas competentes, adaptáveis e valiosas, e também devem poder mantê-las na organização.

Bons líderes são aqueles que nunca perdem o controle, que enfrentam desafios e deixam os problemas pessoais de lado e têm total confiança em si mesmo.

Bons líderes também se reconhecem porque sabem ouvir e têm excelentes habilidades de comunicação, conscientemente se informam antes de tomar decisões, avaliando todas as possíveis consequências e repercussões. É por isso que a inteligência emocional desempenha um papel fundamental na lideranç

Como desenvolver sua inteligência emocional

Será que a inteligência emocional pode ser desenvolvida? A resposta é SIM, ela pode se desenvolvida com algum treinamento.

Ouça seu corpo:

Cada emoção é caracterizada por alterações fisiológicas, como uma mudança na frequência cardíaca, o ritmo da respiração, algumas sensações localizadas em partes específicas do corpo.

Por exemplo, quando você tem medo pode acontecer a sentir um nó na garganta, suas mãos podem suar.

Ficar mais em contato com o seu corpo através da observação, é o primeiro passo importante para reconhecer os efeitos de várias emoções e saber identifica-las.

 Gerenciar emoções negativas:

A capacidade de gerenciar emoções negativas é outra habilidade muito útil para desenvolver a inteligência emocional.

Quando você está sob pressão ou alguém ou uma situação provoca uma forte reação emocional em você, a coisa mais importante a fazer é direcionar esse fluxo emocional da maneira mais útil.

Se você se sentir chateado ou irritado com alguém, antes de dizer qualquer coisa que você pode se arrepender ou sentir remorso, você pode respirar fundo e contar lentamente até 10. Em muitas circunstâncias, uma vez que você chegar a 10, você pode imaginar uma melhor maneira de comunicar o problema, para que você possa reduzi-lo em vez de amplificá-lo.

Identifique os estímulos que afetam suas emoções:

Identifique os estímulos que despertam as mais variadas emoções e tome consciência de como e quando as pessoas tocam seus pontos sensíveis. Uma vez que os estímulos que o desencadeiam são identificados, a reação emocional usa essa informação para mudar os eventos.

Por exemplo, se você é uma pessoa que quando que seu ponto de vista não é aceito ou compartilhado você fica nervoso (a). Uma vez ciente do estímulo que faz “disparar” o nervosismo, existem diferentes maneiras de intervir. Um dos mais úteis é mudar o quadro mental através do qual você observa a situação, a fim de dar-lhe um significado que estimula a reação mais apropriada em você.

Como treinar essa habilidade essencial 

 

Há dois pontos que precisam ser treinados.

Conheça a si mesmo:

Conhecer a si mesmo é uma aventura que dura a vida toda, mas ao mesmo tempo se realiza dia após dia. Este é um exercício de introspecção que devemos fazer todas as manhãs. Pergunte a si mesmo o que você espera do seu dia? O que você pode fazer para tornar o seu dia melhor?

Quando você chegar à noite, analise como se sentiu durante o dia. Você agiu como o esperando? Você se expressou de acordo com seus valores? Você também pode usar a folha clássica, um diário ou seu caderno de pensamentos. É um exercício simples, mas ao mesmo tempo muito útil. Faça a si mesmo perguntas, e avalie as suas respostas.

Coloque-se no lugar dos outros:

Ser capaz de entrar na mente de seus liderados é outra habilidade essencial para desenvolver a sua inteligência emocional.

Então, treine-se para ver as coisas do ponto de vista deles, considerando seus valores e suas crenças (sobre si mesmos, sobre os outros e sobre o mundo). As pessoas sentirão que estão enfrentando alguém que as valoriza, tentando entendê-las, elas se sentirão ouvidas e isso criará uma maior harmonia e confiança em seu relacionamento e no desempenho dessas pessoas.

Essa habilidade também desempenha um papel importante em certas profissões, como a de vendedores que precisam ser capaz de compreender quais são os desejos e medos do cliente. Ambas as profissões são caracterizadas por contatos frequentes com muitas pessoas com diferentes características e formas de pensar, e por essa razão sua inteligência emocional é constantemente treinada.

Como a inteligência emocional afeta positivamente seu negócio e sua equipe

pexels-photo-1059118

 

A inteligência emocional nos ajuda a nos tornar pessoas mais receptivas, mais adaptáveis às diversas situações e isso nos faz sermos um melhor líder. Estudos demonstram que líderes e gerentes com ampla experiência nessa área é capaz de alcançar resultados financeiros de mais de 20% em média e que 90% da diferença entre os resultados alcançados por pessoas em cargos de liderança sênior é devida à sua inteligência emocional.

A pessoa com esse tipo de inteligência interpessoal é, portanto, um líder que influência positivamente as pessoas, graças à capacidade de capturar os humores do grupo, expressá-los e orientá-los, apoiando assim a realização dos objetivos da empresa.

Por outro lado, o líder que desenvolveu a sua inteligência emocional baseia as relações com seus colaboradores na empatia, envolvendo a equipe e inspirando-o através de seu comportamento. Esse tipo de líder é autoconfiante, mas também está disposto a se sacrificar pelo bem da empresa e não tem medo de enfrentar desafios e mudanças organizacionais.

Os 5 elementos principais da inteligência emocional 

Lider-eficienteEstar ciente de si mesmo quando você está em uma posição de liderança também significa ter uma imagem clara dos pontos fortes e fracos de alguém, bem como ser capaz de se comportar com humildade.

Autocontrole: a capacidade de gerenciar adequadamente os estados emocionais sem se sentir sobrecarregado, orientando-os efetivamente para a realização dos objetivos.

Os líderes que mantêm o autocontrole efetivamente não atacam verbalmente os outros, não tomam decisões precipitadas ou emocionais, não consideram os outros como estereótipos ou subestimam seus princípios. O autocontrole ajuda, na verdade, a manter o controle.

Motivação: uma forma de autogestão que nos permite mobilizar nossas emoções positivas para um objetivo, a capacidade de liberar a paixão pela própria atividade profissional e pelo sucesso.

Empatia: capacidade de reconhecer e compreender os sentimentos, emoções e necessidades dos outros.

Para os líderes, a empatia é essencial para gerenciar uma equipe e organizar metas com sucesso. Líderes com empatia têm a capacidade de se colocar no lugar de outras pessoas. Eles ajudam os membros de seu grupo ou equipe a desenvolver suas habilidades, desafiam aqueles que estão agindo de forma errada, dão feedback construtivo e ouvem aqueles que precisam de sua ajuda .

Habilidades Sociais: Líderes que dominam as habilidades sociais da inteligência emocional são hábeis em se comunicar. Eles ouvem abertamente boas e más notícias, são especialistas em dar apoio aos membros de sua equipe, especialmente quando se trata de novos projetos ou metas. Líderes com boas habilidades sociais também são capazes de gerenciar mudanças e resolver conflitos.

Se você gostou das informações compartilhadas nesse post, compartilhe agora mesmo com seus amigos. Não se esqueça de deixar seu comentário, pois ele é muito importante para sempre estarmos criando um conteúdo relevante para você!

Acompanhe minhas redes sociais:

Facebook: http://facebook.com/aline.dotta

Instagram: https://www.instagram.com/aline.dotta/

Aline-Dotta-Assinatura

COMPARTILHE:
você tambêm poderá gostar de:
depoimentos-bg
Bianco Santana
30 julho 2019

Valeu a pena porque eu estava em um ponto que não conseguia ir...

depoimentos-bg
Denise Pinto
30 julho 2019

Recomendo o trabalho da Aline porque mantém-se atualizada,...

depoimentos-bg
Carlos Vaccaro
30 julho 2019

Em 2009 passava por momentos muito difíceis, tanto particulares como...

faça um comentário
voltar